DESTAQUE

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Os Três Patetas



The Three Stooges (no Brasil, Os Três Patetas; em Portugal, Os Três Estarolas) foi um grupo cômico norte-americano do século XX, em atividade desde 1922 até 1970, mais conhecido por seus numerosos curta-metragens. Sua comicidade era marcada pela extremacomédia pastelão e farsa física.

A primeira formação do grupo consistia em Moe Howard, Larry Fine e Shemp Howard, que apareceram junto com Ted Healy no longa-metragem Soup to Nuts (1930), da Fox Film Corporation. Shemp retirou-se do grupo em 1932 para seguir carreira solo, e foi substituído por seu irmão mais novo Curly Howard. Esta formação do grupo apareceu com Healy em vários filmes da Metro-Goldwyn-Mayer, de 1933 a 1934.

Moe, Larry e Curly deixaram Healy em 1934 e se mudaram para a Columbia Pictures, onde passaram a estrelar sua clássica série de curta-metragens. Quando Curly retirou-se do grupo após sofrer um derrame cerebral, o cargo de "terceiro pateta" voltou a ser ocupado por Shemp, e posteriormente por Joe Besser. Ao todo, o grupo protagonizou 190 curta-metragens para a Columbia entre 1934 e 1958.

Depois do cinema, os curtas foram exibidos na televisão, possibilitando o nascimento de uma nova geração de fãs. Com o ressurgimento da popularidade d'Os Três Patetas, Moe e Larry convidaram Joe DeRita (apelidado de "Curly-Joe") para juntar-se ao grupo. Moe, Larry e Curly-Joe estrelaram vários filmes de longa-metragem entre 1959 e 1970.

fonte: Wikipédia

Veja também os Robobos - versão desenho animado:


Os Robobos

The Robonic Stooges - (CBS,1978)
"Mais rápidos do que uma locomotiva, capazes de saltar enormes edifícios com as suas molas... os Robobos"
Assim era a abertura rapidinha desta adaptação animada da série: OS TRÊS PATETAS.

MOE, LARRY e CURLY, os atrapalhados patetas eram agentes secretos metade homem, metade robô. Isso mesmo, aproveitando as tecnologias avançadas do final da década de 70, os estúdios Hanna-Barbera, depois do sucesso de Dinamite, o Bionicão (1976), resolveu homenagear as três figuras mais populares do mundo do humor, sendo fiel nas caricaturas dos atores e conservando as características de cada personagem.
Os Robobos moravam num casebre, disfarçados de simples humanos. Mas bastava uma chamada do chefe 00Zero para que nossos ídolos corressem a uma cabine telefônica falsa -"Para os uniformes. Robobos, avante!" - e se transformassem nos heróis biônicos: os Robobos.
O uniforme deles era um macacão com capa e a letra inicial do nome de cada personagem estampada no peito (que funcionava como um compartimento de objetos e acessórios).
Vale lembrar que o macacão do Curly era uma roupa íntima de dormir. Seus poderes não passavam de alongar o pescoço, os braços e as pernas biônicas ou voar através de um jato embutido em suas botas. Mas de super heróis mesmo não tinham nada, era uma confusão atrás da outra, como nas deliciosas aventuras da série de TV.
Já o nervoso chefe 00ZERO aparecia nos lugares mais inesperados, como embaixo de uma pedra, dentro de uma latinha de refrigerante, numa página de um livro, dentro da boca de um elefante... e com a cara sempre fechada e mal-humorada passava as missões mais impossíveis aos Robobos, que morriam de medo dele.

Os Robobos era umadas atrações de cinco minutos de duração apresentadas dentro do show OS LOCOMOTIVOS, que no Brasil foi ao ar em 1978, aos domingos, meio-dia.


No Brasil Brasil

  • Moe: Guálter França
  • Larry: Ionei Silva e João Jaci
  • Curly: Orlando Pradoo
  • chefão Triplo Zero: Mílton Luís
    fonte: Hanna Barbera
















0 comentários:

Postar um comentário